(Your) New Born



Levanta-te! Desse teu efémero leito de agonia, ergue-te e seca as lágrimas, que correram sem que as origens da sua causa algum dia o tenham merecido.
Etapas negras foram e são, mais que muitas. Quem me dera, ter o poder de as pintar de branco. Quem me dera, ser igual a ti, na soma de tudo aquilo que te faz grandiosa, senão aos olhos do mundo, aos meus, pelo menos.
Quem me dera, que da subtracção de tudo o que me apaga, fosse capaz de se acender a luz eterna da paz do teu espírito...

Ah... Quem me dera saber. Mas não sei nada. Só sei o que sinto, pelo menos em relação a ti, única pessoa que eu sempre tive ao meu lado durante toda a minha conturbada existência.
Só sei, que ainda não vai ser desta que te vais abaixo, porque a grandeza da alma é sempre superior a tudo, resiste inclusivé, à debilidade física, à dor da ausência de quase tudo...

Parcas palavras do coração doente que por estes dias tem um duro teste. Resistente, também ele, haverá de bater por ti até à sua derradeira contracção, aconteça o que acontecer. É a única certeza que te posso dar... A única.

3 comentários:

Deusa Skatábola x) disse...

Pouco posso dizer... Pois as minha palavras ao pé das tuas nao sao nada.

Admiras a sua força... Pois eu tb a admiro... N a conheço? Conheço! Esta dentro de ti como herança que passa de mae para filho.


*

Anónimo disse...

é a hora de todos mostrarem e aprenderem que afinal tem força,a tal força que so se sabe reconhecer nos outros,mas que vive dentro de cada um de nós,é só deixa.la evoluir
Um beijo
§.§.

Anónimo disse...

Deixa que abrace a tua alma e te proteja, mesmo quando não queres nem deixas... deixa que as minhas lágrimas sejam estrelas que iluminem o teu coração... deixa que o meu amor eterno te ajude meu filho...