New Born

(love, bydrart, deviantart.com)



Para a menina cuja vida sempre teimou em não lhe sorrir, a quem durante anos não foi permitido sorrir com vontade, eis meia dúzia de palavras do mais sincero que alguma vez escrevi:

Tu, que és o meu anjo (da Vida), tens agora a hipótese de (re)nascer comigo. Todo um passado sombrio ficará definitivamente enterrado a partir desta noite - fim de um ano que quase foi fatal. Para mim, a necessidade de ressurgir das cinzas nunca se apresentou tão clara como agora: se é possível sonhar com o infinito, e daí acreditar que nada é impossível, esse sonho (que se quer bem real), é nosso - só nosso.

Do amor (sentimento que por ora me parece deliciosamente real), surgirão (os desejos) do futuro com que sempre sonhámos, minha querida - as doze passas e o champanhe serão o mote de uma nova vida, no ano de todas as mudanças. É esse o meu maior desejo...

E o fim, ah, o fim... Parece que afinal, ele não se apresentará tão cedo ante mim... E és tu a responsável por isso, my sweet love.

2 comentários:

Kika disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

bendita miuda que apareceu na tua vida para te fazer feliz.. e tu a ela... espero que este ano te traga mais esperança e muita mas mesmo mt felicidade... desejo-t td de bom... que sejas mt feliz e que sejas capaz de te resuscitar e viver a vida boa e bela.. tu mereces tudo de bom...
sao os votos desta amiga que n se eskece de uma pessoa porreira, simpatica e fixe como tu es! beijos
claudia paiva