Fish & Bones


Acabar sem se acabar?

É o derradeiro desafio do homem frágil que se ergue por entre os escombros dos outros; do homem que respira o mesmo ar dos poucos que ama, e por eles suspira, em sofreguidão, quando se lhe vão embora.

O homem que imaginas vil, sem te aperceberes que é somente... frágil, que se estilhaça como vidro à força de um sopro, se desvanece antes sequer de as lágrimas lhe humedecerem a face, e que acabará por eclipsar-se antes ainda de teres consciência do quanto contribuíste para esse desfecho.

Acabar sem se acabar?

Bon appétit... My friend.

2 comentários:

Maria do Sol disse...

Começámos a acabar no dia em que nascemos. A vida é assim: uma gigantesca roda que apenas vai diminuindo a velocidade à medida que o tempo passa.Às vezes dói-me pensar que não fui capaz de cuidar das engrenagens desse engenho...
Beijo grande

Mary Brown disse...

Haverá muita gente que está acabada antes de começar mas felizmente não acontece a todos. Há quem comece, cresça, se multiplique e por fim desapareça porque isso de acabar já pressupõe que não há vida para além da vida e sobre isso ainda não me debrucei.:) Beijinhos