Loop

(Imagem: Link)


Haviam-lhe dado quase tudo o que necessitava para viver.

Puseram à sua disposição matéria prima que, soubesse trabalhá-la devidamente, lhe teria permitido ser feliz, nem que fosse só (por) um bocadinho...

Mas se, rodeado de gente, a solidão...

Costumava sonhar com intermináveis planícies verdejantes, e árvores... Trepar por elas acima, e uma vez no topo, colocar a mão sobre a testa, e um pouco a custo, por entre os raios de sol, vislumbrar um futuro auspicioso, mas...

A escuridão...

Sim, a noite.

Interrompera-lhe sempre os sonhos, tomara em seus braços a sua alma e para sempre o condenara à inevitabilidade da sua amargura...

Tivesse ao menos quem fosse capaz de o entender, numa simples troca de olhares... Talvez fosse então capaz de desbravar o seu caminho, encontrar o seu lugar no mundo, ser alguém por um minuto que fosse...

Mas se, rodeado de gente, a solidão...

À noite... A solidão.

5 comentários:

Catsone disse...

Sendo um pouco sarcástico: isso é uma descrição da vida do CR7, certo? lol

Belial disse...

Precisamente. ;)

Maria do Sol disse...

A solidão nem sempre é negativa. Este magnífico texto foi escrito porque a solidão existe e é também mentora da criatividade. Seja como for eu existo e isso pode evitar que a solidão te atormente tanto...se deixares, claro.
Beijos, muitos.

Carolina Neto disse...

Tao bonito o texto. Segue o meu blog e eu sigo o teu

fashionpassionomg.blogspot.com

S.o.l. disse...

"Tivesse ao menos quem fosse capaz de o entender, numa simples troca de olhares"

Para isso há que erguer o rosto, um rosto cabisbaixo não consegue alcançar muito mais que ele mesmo.

:)
Sorri.