Smuggled Tomorrows

(Imagem: Link)


Não sendo portadores de capacidades extra-sensoriais, tão pouco, paranormais, podemos apenas especular, sobre o futuro, ou melhor, sobre aquilo que achamos serem os amanhãs mais prováveis, com base naquilo que vemos, ouvimos e vivemos, hoje.

Seria ridículo, se eu chegasse aqui e afirmasse, peremptoriamente: "o futuro da humanidade está irremediavelmente comprometido", assim vindo do nada, sem mais nem menos, só porque me apetece...

Mas aposto que, se o fizesse, muitos de vós corroborariam essa minha tese, assinando por baixo antes sequer de reflectirem dois minutos, sobre tal teoria do caos.

Com certeza, diríeis, "eis um sujeito que sabe o que diz", muito antes de pensardes pela vossa própria cabeça. Muito antes de reconhecerdes nas vossas próprias vivências, a base fundamental de tão fatídico destino.

Um dos grandes problemas do ser humano, é precisamente esse. "Ir de modas". Nunca estar bem, com a camisa que tem... E convencer-se, invariavelmente, de que a sua fatia de pão é sempre menor que a do vizinho.

Por outro lado... Poucos são os que tomam por válidos, os queixumes de outrem. "Aquele gajo está sempre a queixar-se, nunca está bem com a camisa que tem".

Irónico?

Confesso que, de quando em vez, me deixo levar por uma tentação tão irresistível como fratricida: a de julgar os outros.

E, não raras vezes, dou por mim a auto-condenar-me, pelo facto de não permitir que mo façam, em primeira mão ou como riposta... É um dos traços da minha própria personalidade que mais odeio, e por conseguinte, aquele que mais duramente tenho combatido, até hoje.

Sei que um dia vou ganhar essa guerra. Mas, enquanto e não... Vou aproveitando para deitar cá para fora, aquilo que penso sobre as pessoas. Singular, plural. Julgando-as, julgando-me.

E enquanto eu não arranjar forma de sair de um meio onde os meus semelhantes se pautem por maravilhosas qualidades como a inveja, o cinismo ou a maldade (pura, nua e crua)... Jamais poderei deixar de afirmar: A HUMANIDADE ESTÁ PERDIDA.

(Oxalá consiga sair a tempo de evitar transformar-me em alguém como eles...)...

3 comentários:

Brown Eyes disse...

Uma reflexão profunda. A humanidade está perdida, não estou a seguir o teu pensamento, é o que penso e porquê? O seu maior defeito é o egoísmo e, a partir deste, seguem-se outros. Tudo o que faz pelos outros +e pensando no proveito que vai ter. Vê o caso da Merkel que não deixa afundar a Grécia com medo de ir por arrasto. Não é por solidariedade, claro que não.
Beijinhos

Catsone disse...

Friend, infelizmente, da minhas vivências, reconheço este carácter no nosso povo. Nós, neste rectângulo, estamos acostumados a reclamar, a invejar, sem lutarmos para alterar uma dada situação.

PS: Hoje estou nos meus dias de revolta, sou capaz de ir na onda do mandar todos aquele lugar :D

Demogorgon disse...

Brown Eyes,
Beijinho. ;)

Catsone,
Acho que sei a quais notícias te referes... Irei escrever qualquer coisa no outro burgo, mas nada de substancial. ;)
Abraço