Time(less)

(Imagem: Link)


Há tanto tempo que tinha tanto para dizer... Há quase tanto como o que passara desde que houvera perdido o fôlego, algures num tempo do qual já perdera a noção, há tanto tempo...

Expropriado do seu próprio ser, jazia sobre o ventre da desgraça como um louco, um quase-morto, inexoravelmente expungido de um mundo para o qual não fora talhado, e com o qual jamais soube lidar, apesar do tempo.

Vira-se desapossado de tudo aquilo que o fizera gente, e à falta de voz para gritar ao mundo o desespero que lhe consumia a alma, sorvia golfadas de um oceano sem fim, demasiado imenso para que pudesse augurar terra firme, náufrago, prisioneiro que era dos seus próprios reflexos de intemporalidade...

Libertar-se-ia de tudo aquilo, a tempo?

(...)

Se ao menos tivesse tido tempo...

7 comentários:

Brown Eyes disse...

Se ao menos tivesse tido tempo...Quando partir vai ser essa a angustia que me acompanhará: Não ter tido tempo para fazer tudo o que queria fazer. Isso inclui navegar pelos blogs que tanto me dão prazer. Porque será que quando somos novos temos tempo para tudo e com a idade o tempo parece esfumar-se? Seremos nós que perdemos a rapidez ou teremos mais que fazer, que contemplar, que observar com o passar dos anos? Não sei, o que sei é que isso me acontece agora. Não preciso dizer que tens aqui mais um excelente texto. Beijinhos. Boa Páscoa.

Catsone disse...

Friend, dizias lá pelo meu estaminé que andavas desaparecido... relacionei este texto contigo, foi como um reflexo, ;D

Porta-te

Beatriz disse...

Se tivesse havido tempo...

Vou-me ficar por poucas palavras, que isto hoje está tipo um turbilhão de sentimentos por estas bandas, mas não podia deixar de dizer que,
Nunca me desiludes, meu querido :) *

DarkestEmbrace disse...

Adorei aqui o teu blogue.Gosto de ler,mas raramente adoro.E adorei a tua maneira de escrever.Infelizmente,não tenho agora palavras caras ou bem construídas para te oferecer,por isso,deixo-te aqui um abraço com toda a estima,para ti e para os teus.Se te apetecer,serás bem-vindo no meu modesto blogue.

Gravepisser disse...

Obrigado a todos vocês, por continuarem a visitar este meu espaço moribundo. As vossas palavras amáveis são o único mote para o meu regresso, a espaços.

Um grande abraço.

jardinsdeLaura disse...

Mais um excelente texto que retrata de forma cruel de tão exacta um ser fora do seu tempo! Não sei se deva ou não desejar, como o fiz mais acima, um outro estado de espírito porque este mesmo sendo "negro e profundo", como alguém já o disse, é apesar disso um momento de excelente leitura!Cheguei a sentir uma nesga de culpa a esvair-se deste meu olhar por não te visitar tanto quanto mereces!Pela partilha... e não só obrigada e por favor não deixes de escrever! Com um abraço sentido de Laura!

Pandora disse...

Sou da opinião de que vamos sempre a tempo... Tempo para mudar, para enterrar as angústias e dar vida aos dias, porque a vida é bela e amarela: D...felizmente parece que arranjei tempo para ler umas coisinhas e como sempre continuas a escrever de uma forma inigualável …parabéns

Bjs
COISO