I (Don't Wanna Be) Me Anymore...

(Imagem: Link)


Saído do turbilhão de emoções, problemas e soluções, o inesperado: caos absoluto, e a ordem, como uma equação irresolúvel, a esperança...

Ribombam nos céus os trovões, como tambores rufantes que anunciam o improvável: a loucura, outrora contida, que explode agora na palma das mãos como dos dedos, cansados e órfãos, dos seus medos.

O ocaso dos sentidos, à tarde despertos, à noite vivos como as brasas de uma fogueira na areia daquela praia distante, como os passos incertos de um ser errante que finalmente chega ao final dos seus dias.

Corpos em sofreguidão, outrora fartos, por hora reféns de pagãs vontades e outras tantas vaidades, tementes a um dEus menor: o que lhes perdoa, por saberem o que fazem.

Two steps forward, three steps back... Without warning, heart attack. He fell asleep in the snow, never woke up, died alone...

E agora?

Jamais quererei ser, novamente, eu...

7 comentários:

Eli disse...

Olá!

Não gostei da música que ouvi quando abri este blogue, mas gostei do que li.

Cinquenta por cento de razões para comentar ou cem?!

:P

Gravepisser disse...

Olá Eli.

Obrigado pela visita, comentário e esclarecimento sobre a Fábrica de Letras.

Cem por cento de razões para comentares sempre que quiseres, e para voltares, claro, apesar de eu já não escrever com muita frequência.

Um beijo

Brown Eyes disse...

Como tens preguiça e eu luto constantemente contra ela e, porque penso que mais um contributo para a Fábrica de Letras é importante esclareço-te que aceitam textos antigos, tens só que os postar novamente.

Sam Seaborn disse...

Gostei da música e do blogue, continua.

Gravepisser disse...

Brown Eyes e Sam, muito obrigado pela visita/esclarecimento...

Voltem sempre que quiserem. :)

Abraço

Cris Morena disse...

Acho que já nasci com a alma triste...e contra isso nada posso fazer.Mas acredite apesar de ter a alma triste e o coração perdido,minha maior alegria é fazer as pessoas sorrirem mesmo que por dentro...eu mesma só consiga derramar lágrimas...

Tenha um ótimo dia

Volte sempre!

Cris Morena disse...

Perdoe-me se quando
Você precisou da lua,
Só pude te trazer as estrelas,
Pois não alcancei além delas.
Perdoe-me se quando você teve
Vontade de chorar,
Fiz com que você sorrisse,
Eu pensei que estava fazendo o certo,
Mas fazê-lo guardar as lágrimas
Não foi uma boa opção para te ajudar.
Perdoe-me por ter chegado
Adiantada demais na sua vida,
Mas foi porque pra estar ao seu lado
Eu prefiro sair sem relógio.

Tenha um lindo amanhecer

Com carinho Andreia