Not Beautiful Anymore

(Ghent, by Vienneke, deviantart.com)



Eram longas planícies relvadas, envoltas nas densas brumas características daquele inóspito, para ele bucólico, lugar. Eram tambores, que lhe aguçavam a alma melhor que os sonhos. Sonhos... Que o haviam conduzido a lugar algum, vez nenhuma em tão poucos (tantos!) anos de contínuos movimentos de contracção e dilatação do tal que é responsável pela terrena existência.

A fogueira das vaidades? Perpétua dança de mentiras e falsos sentimentos (sentidos). Que não sentia mais...
Limitava-se agora, a vê-los passar. Quais comboios desgovernados... A vê-los ir em direcção ao fim de uma linha outrora direita, por hora mais sinuosa que as curvas dos cíclicos círculos que pautavam as suas vidas - não chegariam, porém, ao ponto de partida novamente - pois até as leis da física podem ser contornadas quando o supremo prazer se sobrepõe à habitual, quiçá letal, ausência de tudo.


Que descansem os sobressaltados espíritos do costume. Isto não passará nunca de um delírio de alguém que não sabe, não entende, e não "é". Sê-lo-à, ainda que o queirais esmiuçar, vezes sem conta, até que das palavras sem sentido encontreis o significado que melhor vos convir.
Em vão, em vão... Não percais tempo, amigos meus. Jamais o ireis conseguir.


Taste the water from a stream of running death... Eat the apple and cough a dying breath...

7 comentários:

Um dia serei eu! disse...

Confuso...
Sinistro...
Bonito! ;)

Um dia serei eu! disse...

Diria confusa ;) Obrigda pela participação assidua no blog :P

Kika disse...

Não consegui comentar no outro dia, comento agora!

Profundo na verdade, " ausência de tudo" aquilo a que chamam nada! Sinto eu quando estamos assim, uma para cada lado.

É certo que da verdade à mentira apenas vai uma ténue linha, alguns há que não as conseguem distinguir. Mas enquanto mantivermos os nossos sentimentos verdadeiros usamo-los para afastar aquilo que não faz parte de nós.

Concordas?

O tempo afinal passa e sem dares conta daqui a pouco estamos de novo juntos, não sei de nada melhor que isso.

Amo-te muito

AntonioJoaoMito disse...

Continuaremos sempre. Mesmo sem encontrar o sentido de certas palavras..porque o que importa não são as respostas. mas as perguntas que nos levam aos sentimentos e os sentimentos que nos levam às palavras.

Sílvia disse...

Ainda assim, nao nos verás desistir.
Bonito texto.

Um beijo

lcf disse...

as palavras terão sempre sentido para alguém, haverá alguém que as compreenderá melhor que ninguém, mesmo que sejamos apenas nós mesmos!
muito obrigado pelos vários comentários deixados no blog!

Abraço

Anónimo disse...

Comento com uma fraze uqe faz parte da filosofia de vida Espirita
(Asverdades de hoje poderão ser as mentiras de amanha )
Soul os Storms
jinho grande
e continua tu tens veia:)